Como construir uma mailing list para uma campanha de e-mail marketing eficiente?

Como construir uma mailing list para uma campanha de e-mail marketing eficiente?

Você possui uma mailing list como elemento de sua estratégia de marketing? Se sim, como conseguiu essa lista?

O processo de conquista destes e-mails é fundamental para o sucesso de uma campanha de disparos automáticos e, com isso, atrair mais clientes e gerar mais vendas.

Neste artigo, mostramos como construir uma mailing list impecável para conseguir resultados mais satisfatórios com o e-mail marketing. Acompanhe!

O que é uma mailing list?

Mailing list ou mala direta é uma lista de e-mails de clientes e prospectos cadastrados na sua base de dados que receberá informações sobre seu negócio. Ela é um ativo empresarial importante, porque permite um grande impulso na hora de promover novos conteúdos de marketing ou de concretizar vendas.

Você pode estar se perguntando se ela ainda é utilizada, principalmente em épocas em que as redes sociais atingiram um patamar alto. Ainda vale a pena investir na captação desses e-mails e em campanhas de e-mail marketing?

Por que ainda investir em e-mail marketing?

Se você faz parte do grupo de pessoas que acredita que o e-mail marketing não é uma ferramenta eficiente, precisa rever seus conceitos, após conhecer algumas estatísticas sobre isso!

Quase a totalidade dos usuários na internet possui, ao menos, uma conta de e-mail, sendo que 61% deles o utilizam diariamente. Além disso, 72% dos usuários escolheram o e-mail como melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas.

Isso pode explicar o motivo pelo qual os consumidores que recebem ofertas por e-mail gastam 138% mais do que aqueles que não recebem. E diferente do que muitos pensam, o e-mail é  40 vezes mais efetivo na prospecção de clientes do que as redes sociais.

Isso significa um retorno sobre investimento (ROI) de 3800%.

E quais os motivos que levam o e-mail marketing a ter números tão expressivos?

Podemos listar 4 principais:

  • Possibilita uma conexão mais próxima com o comprador, uma vez que são direcionados diretamente ao consumidor interessado;
  • Qualifica o público, devido à possibilidade de customização de mensagens de modo relevante a determinado grupo de pessoas;
  • Aumenta a interação entre o público atingido e a empresa;
  • Investe em regularidade, uma vez que o potencial cliente mantém a marca da empresa em mente por meio dos e-mails periódicos.

Agora que você está convencido da importância do e-mail marketing, é preciso aprender a construir uma mailing list eficiente.

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Como conseguir e-mails para a minha lista?

A construção de uma mailing list eficiente passa, em primeiro lugar, pelo conhecimento do público-alvo. Os consumidores de um produto ou serviço fornecem informações importantes para a criação de personas (personificação do potencial cliente). Por meio delas, a empresa sabe para quem e como se deve falar.

A criação de uma Landing Page para conversão é uma ótima ferramenta para conseguir endereços de e-mail. Elas são páginas cujo objetivo é converter o visitante em lead. Para isso, apresenta uma oferta (e-book, webinar e outros materiais de conteúdo relevante para a persona) em troca das informações do usuário.

A construção dessa base de dados é um processo lento, mas existem canais eficazes para gerar mais cadastros e ampliar a sua mailing list.

Quais os canais mais eficazes para gerar cadastros?

Os principais canais que geram cadastros para a lista de e-mails são os blogs, as redes sociais e as pesquisas de opinião.

1. Blogs

Os blogs são ferramentas que atraem novos clientes por meio de busca orgânica, uma vez que hospedam conteúdos de interesse do leitor. É uma estratégia nada agressiva, uma vez que o interessado procura, por vontade própria, a informação. Neles, é possível captar e-mails por meio das postagens e das landing pages que oferecem alguma material de valor.

2. Mídias Sociais

As mídias sociais são boas formas de popularizar o negócio e atrair potenciais clientes para suas redes e site. Os posts no Facebook e no Instagram possuem os botões de “call to action” para levar o cliente a uma página onde é possível captar os e-mails para a mailing list.

3. Pesquisas de opinião

Já as pesquisas de opinião são testes focados no consumidor. É uma estratégia que pode funcionar bem a partir do momento em que se conhece melhor a persona. Quanto mais apropriado o conteúdo da pesquisa, mais fácil captar o e-mail do cliente.

Como gerir uma mailing list?

A partir do momento em que se tem em mãos uma boa mailing list, é preciso saber o que fazer com ela. Como enviar e-mails periódicos a milhares de destinatários? Como mensurar os resultados?

Atualmente, existem ferramentas de automação de e-mail marketing que ajudam nesta tarefa. Em geral, elas são pagas a partir do fim do período de teste ou quando atingem um banco maior de dados.

Quais os melhores softwares para rodar uma campanha de e-mail marketing?

No mercado de automação de e-mails marketing, existem vários softwares para rodar uma campanha. Três deles chamam a atenção e possuem funcionalidades parecidas entre si, como criar campanhas, fazer importação e exportação de lista:

  • Active Campaign: muito indicado para startups e pequenas empresas devido ao preço acessível. Essa ferramenta possui como diferencial o CRM (Customer Relationship Management) e um sistema automático de e-mail marketing, o que ajuda a nutrir e gerenciar os contatos automaticamente. Ela é bastante fácil de usar.
  • Get Response: indicada para pequenas e médias empresas, por possuir um preço acessível mesmo quando a base de contatos aumenta. Como diferencial, possui um ótimo suporte ao cliente. É uma plataforma fácil de usar, e importa suas listas em poucos segundos.
  • MailChimp: muito indicada para quem vende mercados online. É a plataforma mais fácil de utilizar e oferece e-mail marketing gratuito para quem tem uma base de até 2.000 contatos. Pode se tornar cara quando for necessário aumentar os recursos.

O que nunca fazer para conseguir e-mails para uma mailing list?

Muitas empresas fazem uma gestão péssima de mailing list ao adotar duas práticas que afastam potenciais consumidores: comprar listas e dificultar o opt-out (cancelamento da assinatura).

A compra de mailing list é uma prática muito realizada e nada eficiente. Imagine que você é um dos destinatários de uma lista de pessoas que sequer sabem como a empresa conseguiu seu e-mail. A primeira impressão que isso causa é péssima, e já cria uma resistência com o produto ou serviço ofertado.

Além disso, há grandes chances de o e-mail marketing ser marcado como “spam”, uma vez que outras empresas possuem a mesma lista e também enviam e-mails semelhantes.

Mas não só a compra de mailing list é uma prática ruim de gestão. As empresas que dificultam o cancelamento da assinatura querem manter em sua base de dados um consumidor que não deseja mais saber do produto ou serviço. Isso não contribui em nada para as vendas, pelo contrário, causa irritação no consumidor, o que prejudica a reputação da empresa.

Ao criar uma mailing list, você terá contatos de qualidade que aceitaram participar da sua base de e-mails por livre e espontânea vontade. Isso faz uma enorme diferença na hora de converter leads em clientes.

Curtiu o nosso conteúdo e deseja receber dicas como esta diretamente no seu e-mail? Assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mundo do marketing digital!